Parque Nacional de São Joaquim

Parque Nacional de São Joaquim em Urubici: Vale a Pena?

Você já imaginou conhecer um lugar onde você pode ver neve no Brasil? Pois é, isso é possível no Parque Nacional de São Joaquim, em Urubici, um dos destinos mais incríveis da Serra Catarinense.

Neste parque, você vai se encantar com as paisagens deslumbrantes dos campos de altitude, das florestas de araucárias e das formações rochosas milenares.

Você também vai se aventurar pelas trilhas, cachoeiras, cavernas e mirantes que revelam a beleza e a diversidade da natureza. E ainda vai aprender sobre a história e a cultura da região, que guarda muitos mistérios e lendas.

Portanto, acompanhe o nosso artigo de hoje. Você vai saber tudo sobre esse parque, desde a sua história e localização até as melhores dicas de como chegar, quanto custa e o que fazer por lá. Vamos lá?

O que é o Parque Nacional de São Joaquim em Urubici?

Parque Nacional de São Joaquim
Fonte: Otávio Nogueira (Flickr)

O Parque Nacional de São Joaquim é uma unidade de conservação federal que protege uma área de mais de 49 mil hectares na Serra Geral, entre os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O parque foi criado em 1961 com o objetivo de preservar os ecossistemas de campos de altitude, florestas ombrófilas mistas e araucárias, além de abrigar diversas espécies de fauna e flora ameaçadas de extinção.

Além disso, o Parque Nacional de São Joaquim é um dos lugares mais frios do Brasil, podendo registrar temperaturas negativas e até neve no inverno.

Por isso, é também conhecido como a “terra da neve” ou a “Suíça brasileira”. Mas não se engane: o parque tem atrações para todas as estações do ano, como cachoeiras, mirantes, trilhas, cavernas e formações rochosas impressionantes.

Onde fica o Parque Nacional de São Joaquim em Urubici?

Parque Nacional de São Joaquim
Fonte: Otávio Nogueira (Flickr)

O Parque Nacional de São Joaquim está localizado na região serrana de Santa Catarina, a cerca de 200 km da capital Florianópolis. O parque abrange os municípios de Bom Jardim da Serra, Grão Pará, Lauro Müller, Orleans e Urubici.

Este último é considerado a principal porta de entrada para o parque, pois possui a maior infraestrutura turística e as principais atrações naturais.

Além disso, Urubici é uma cidade charmosa e acolhedora, com cerca de 11 mil habitantes. A cidade oferece diversas opções de hospedagem, gastronomia, comércio e serviços para os visitantes. Sem contar que a cidade é um patrimônio histórico e cultural, com igrejas, museus, artesanato e festas típicas.

Como chegar?

Para chegar ao Parque Nacional de São Joaquim em Urubici, você pode optar por ir de carro, ônibus ou avião. Veja as vantagens e desvantagens de cada opção:

De carro

Essa é a forma mais prática e confortável de chegar ao parque, pois você terá mais liberdade para explorar as belezas da região no seu ritmo. Além disso, você poderá apreciar as paisagens deslumbrantes da Serra do Rio do Rastro e da Serra do Corvo Branco, duas das estradas mais bonitas e desafiadoras do Brasil. O único inconveniente é que você terá que pagar pelo combustível, pedágio e estacionamento.

De ônibus

É uma forma mais econômica de chegar ao parque, pois você não terá que gastar com aluguel de carro ou combustível. No entanto, você terá que depender dos horários e itinerários das empresas de transporte rodoviário que atendem a região. Além disso, você terá que contratar um serviço de transfer ou táxi para se locomover dentro do parque ou entre as cidades.

De avião

A forma mais rápida de chegar ao parque é de avião, pois você poderá economizar tempo e evitar o cansaço da viagem rodoviária. No entanto, essa também é a forma mais cara, pois você terá que comprar as passagens aéreas e alugar um carro ou contratar um transfer para se deslocar até o parque. Além disso, você poderá perder parte do charme da viagem pela serra.

Quanto custa?

A entrada no Parque Nacional é gratuita para todos os visitantes. No entanto, você terá que pagar por alguns serviços ou atividades dentro do parque ou nas proximidades. Veja alguns exemplos:

  • Estacionamento: o valor varia conforme o local e o período da visita. Em geral, o preço é de R$ 10 a R$ 20 por dia.
  • Guia: o valor varia conforme o roteiro e o número de pessoas. Em geral, o preço é de R$ 150 a R$ 300 por dia.
  • Trilha: varia conforme a dificuldade e a duração da trilha. Em geral, o preço é de R$ 20 a R$ 50 por pessoa.
  • Caverna: depende do tipo e o tempo de visita. Em geral, o preço é de R$ 30 a R$ 60 por pessoa.
  • Tirolesa: vai depender da altura e da extensão da tirolesa. Em geral, o preço é de R$ 40 a R$ 80 por pessoa.

O que fazer no Parque de São Joaquim?

Pedra Furada
Fonte: Otávio Nogueira (Flickr)

O Parque Nacional de São Joaquim em Urubici tem muitas opções de lazer e aventura para todos os gostos e idades. Você pode conhecer todas elas em seu roteiro de viagem, ou apenas algumas. Veja quais são as principais atrações do parque:

Morro da Igreja

O Morro da Igreja é o ponto mais alto do parque, com 1.822 metros de altitude. Praticamente, é impossível visitar Urubici e ignorar esse atrativo.

Isso porque, de lá, é possível avistar a famosa Pedra Furada, uma formação rochosa com um buraco no meio que parece uma janela para o céu. Além disso, o Morro da Igreja é também o lugar mais frio do Brasil, onde já foi registrada a temperatura de -17,8°C em 1996.

Cachoeira do Avencal

Trata-se de uma das cachoeiras mais bonitas e visitadas do parque, com uma queda d’água de 100 metros de altura. É outro atrativo imperdível e que faz parte da rota de quase todo viajante.

A cachoeira pode ser vista de dois ângulos: por cima, através de uma passarela que leva até a borda da queda; ou por baixo, através de uma trilha que leva até a base da cachoeira.

Caverna Rio dos Bugres

É uma das maiores cavernas do estado, com cerca de 2 km de extensão. A caverna possui diversas formações geológicas, como estalactites, estalagmites, colunas e cortinas.

Sem falar nas inscrições rupestres, que mesmo não sendo mais famosas do que as encontradas no Morro do Avencal, tem lá seu charme também. A visita à caverna é feita com acompanhamento de um guia especializado e requer equipamentos de segurança.

Mirante Belvedere

O Mirante Belvedere é um dos melhores lugares para apreciar a vista panorâmica da Serra do Rio do Rastro, uma das estradas mais sinuosas e espetaculares do Brasil. O mirante fica a 1.421 metros de altitude e possui uma plataforma de vidro que permite ver o abismo abaixo dos pés.

Trilha do Arroio do Engenho

Essa é uma das trilhas mais fáceis e acessíveis do parque, com cerca de 3 km de extensão (ida e volta). A trilha segue o curso do arroio até chegar a uma pequena cachoeira com um poço para banho. A trilha é ideal para quem quer ter contato com a natureza sem muito esforço.

Passeios além do Parque Nacional de São Joaquim

Serra do Corvo Branco
Fonte: Walter Antonio Livramento (Flickr)

Além das maravilhas do Parque Nacional de São Joaquim em Urubici, você também pode aproveitar para conhecer outras atrações turísticas na região serrana de Santa Catarina. Veja algumas sugestões:

Serra do Corvo Branco

A Serra do Corvo Branco é outra estrada cênica que corta a Serra Geral, ligando os municípios de Grão Pará e Urubici. A estrada tem cerca de 30 km de extensão e passa por um corte na rocha que forma um portal natural com mais de 90 metros de altura.

A partir dessa estrada, você também tem acesso ao Parque Altos do Corvo Branco, com um belíssimo mirante de vidro.

São Joaquim

São Joaquim é a cidade mais próxima do Parque Nacional de São Joaquim, a cerca de 60 km de Urubici. A cidade é famosa pela produção de maçãs e vinhos, além de sediar o Festival Nacional da Maçã e a Festa da Neve. A cidade também possui diversas opções de hospedagem, gastronomia e lazer.

Bom Jardim da Serra

Essa é outra cidade que faz parte do Parque Nacional de São Joaquim, a cerca de 80 km de Urubici. A cidade é conhecida pelo seu clima frio e pela sua cultura gaúcha, com destaque para o chimarrão e o churrasco. A cidade também possui atrativos naturais, como o Cânion das Laranjeiras e o Cânion do Funil.

Conclusão

Parque Nacional de São Joaquim
Fonte: Otávio Nogueira (Flickr)

Se você é apaixonado pela natureza e quer viver uma experiência única e inesquecível, não perca a oportunidade de conhecer o Parque Nacional de São Joaquim em Urubici.

Você vai se encantar com as belezas naturais, a diversidade de fauna e flora, o clima frio e a cultura local desse lugar incrível. O parque é um destino perfeito para quem busca aventura, tranquilidade, contato com a natureza e paisagens de tirar o fôlego.

Não espere mais e planeje já a sua viagem para o Parque Nacional de São Joaquim em Urubici. Você vai se surpreender com o cenário!

Se você gostou deste artigo sobre o único parque nacional de Urubici, saiba que temos muitas informações preciosas sobre essa cidade da Serra Catarinense. Acompanhe o nosso blog e fique por dentro de tudo!

Jucinara Capistrano da Cunha
Jucinara Capistrano da Cunha

Podem me chamar de Juci! Uma advogada e empresária de 51 anos de idade, nascida em Bom Retiro, Santa Catarina. Vindo de uma família de pequenos agricultores, superei adversidades financeiras e decidi deixar a advocacia para trás, ao abrir uma pousada na encantadora cidade de Urubici. Minha maior realização é proporcionar alegria e conforto aos hóspedes, repaginando constantemente as acomodações para oferecer uma estadia cada vez melhor. Sou apaixonada por jardinagem, artesanato e viagens, e minha trajetória é marcada pela resiliência, gratidão e busca pela realização pessoal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A pousada mais bem avaliada em Urubici

Avaliações Google
4.5
+193 Reviews

Faça uma cotação de uma pousada localizada no centro de Urubici